segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Informática no Ensino Fundamental: A Aliada que Tornou-se Inimiga

Ensinar e aprender é um processo de transformação humana alicerçada na construção do conhecimento através dos temas transversais, aprendizagem sociointeracionista, base curriculares, plano político pedagógico, construção, produção criativa, mas e a informática educativa e a inclusão digital?

A sociedade oferece ao ser humano múltiplos recursos, facilitando o acesso ao mundo virtual e tecnológico que avança velozmente conquistando o universo, contudo não consegue conquistar a escola. Novidades tecnológicas surgem e a educação tradicional predomina nas escolas que através de seus educadores, tentam conquistar os alunos com instrumentos medíocres de trabalho.É preciso destacar que a escola não acompanha o processo de avanço tecnológico, por isso a informática no ensino fundamental, que deveria ser aliada tornou-se inimiga. O educador não possui a sua disposição esse recurso, desconhecendo-o, não se envolve com o novo, o novo assusta e seus esforços parecem inúteis na questão de educar os olhos de seu alunado para a beleza e o fascínio do aprender na escola, distanciados da era digital por isso a informática teria importância relevante para o desenvolvimento do educando se fizesse parte do currículo e para que isso ocorra é preciso recursos, vontade política e profissionais habilitados e envolvidos com o novo jeito de ensinar- aprender.

Sonhamos com uma escola de qualidade munida de um bom laboratório de informática em rede, conectado com o mundo através da Internet ou o CD-ROM como complemento de aprendizagem tendo por objetivo aproximar o ato de ensinar-aprender com o prazer de construir novos conceitos e fazer novas descobertas, aliando o saber cientifico com o saber tecnológico com orientação, entretanto havemos de questionar a intensidade do uso desse recurso, pois percebemos que ao dispor-se frente a telinha do computador, o ser humano esquece da vida e em silêncio navega por horas, sem perceber o tempo que passa e que a relação homem máquina o distancia das relações humanas.

Queremos acreditar que a informática no ensino fundamental seja a alternativa necessária para resgatar o interesse do aluno pelo ensino, capaz de desenvolver novas habilidades e competências desde que utilizada como ferramenta construtora de um ser que pensa e aceita a possibilidade de erros e acertos, que transforma seu espaço explorando o mundo com as asas da imaginação em busca da felicidade alicerçados na fé em Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não Deu Certo e Agora?

Reforma Ortografica - Recebido por email desconheço o autor

Nos nossos sete, oito e nove anos tínhamos que fazer aqueles malditos ditados que as professoras se orgulhavam de leccionar. A partir do terceiro erro de cada texto, tínhamos que corrigir 20 e 30 vezes cada erro e que aquecer as mãos para as dar à palmatória. E levávamos reguadas com erros destes: "ação", "ator", "fato" ("facto"), "tato" ("tacto"), "fatura", " reação", etc, etc...

Mas, afinal de onde vem a origem da nossa Língua? Do Latim!! E desta, derivam muitas outras línguas da Europa. Até no Inglês, a maior parte das palavras derivam do latim.

Então, vejam alguns exemplos:

Em Latim

Em Francês

Em Espanhol

Em Inglês

Até em Alemão, reparem:

Velho Português (o que desleixámos)

O novo Português (o importado do Brasil)

Actor

Acteur

Actor

Actor

Akteur

Actor

Ator

Factor

Facteur

Factor

Factor

Faktor

Factor

bFator

Tact

Tacto

Tact

Takt

Tacto

Tato

Reactor

Réacteur

Reactor

Reactor

Reaktor

Reactor

Reator

Sector

Secteur

Sector

Sector

Sektor

Sector

Setor

Protector

Protecteur

Protector

Protector

Protektor

Protector

Protetor

Selection

Seléction

Seleccion

Selection

Selecção

Seleção

Exacte

Exacta

Exact

Exacto

Exato

Except

Excepto

Exceto

Baptismus

Baptême

Baptism

Baptismo

Batismo

Exception

Excepción

Exception

Excepção

Exceção

Optimum

Óptimo

Ótimo

Conclusão: na maior parte dos casos, as consoantes mudas das palavras destas línguas europeias mantiveram-se tal como se escrevia originalmente.

Mais um crime na Cultura Portuguesa e, desta vez, provocada pelos nossos intelectuais da Lingua de Camões.



Natal todo dia- Roupa nova - Edição Lorena Lisboa

Sonho Impossivel

É Urgente Reeducar